Síndrome da face hiper preenchida: o que é?

Síndrome da face hiper preenchida: o que é?

O preenchimento é um tratamento muito bem indicado para o rejuvenescimento facial, mas temos visto muitos exageros. Saiba mais sobre a síndrome da face hiper preenchida

Síndrome da face hiper preenchida pode ser corrigida?

Você já ouviu falar sobre síndrome da face hiper inflamada ou hiper preenchida?

Infelizmente, está cada vez mais comum observarmos pessoas com aspecto de rosto muito volumoso após um procedimento injetável na face. A mídia está repleta de casos assim. 

 

E nesses casos, quando vemos um resultado como esse, a gente tem certeza que o paciente fez algum tratamento estético e que houve uma mudança importante das características do rosto. 



Preenchimento com ácido hialurônico 

 

O preenchimento com ácido hialurônico é uma técnica muito eficaz para embelezar e rejuvenescer a face. Mas, infelizmente, observamos um exagero na indicação desse procedimento, o que acaba deformando a face do paciente. 


O ácido hialurônico é injetado na pele, em regiões como olheiras, lábios, bigode chinês, queixo, mandíbula e nariz, a fim de preencher os espaços e equilibrar a harmonia da face.

O produto atrai as moléculas de água e é assim que aumenta o volume da região tratada e são diversos tipos de ácido hialurônico, cada um com a sua indicação de aplicação.

Por exemplo, os skinboosters, que utilizamos para deixar os lábios mais hidratados e com efeito gloss, é um tipo de ácido hialurônico, que confere hidratação e não aumenta o volume da área. 

O preenchimento com ácido hialurônico é extremamente seguro e eficaz para a harmonização facial e o rejuvenescimento, desde que bem indicado e bem realizado, com a técnica e a quantidade correta. 

 

Os resultados do tratamento duram, em média, 1 ano a 1 ano e meio, dependendo da área tratada, da quantidade de produto injetada e da pele de cada paciente.



É possível reverter os exageros?

 

Em casos de preenchimentos exagerados ou errados, é possível reverter o resultado? Sim.

Aliás, também é cada vez mais comum realizarmos procedimentos para reverter esses resultados.

Existem duas opções para essa reversão: 

  • corrigir as assimetrias com mais ácido hialurônico;
  • aplicar uma enzima que dilui o ácido hialurônico, a hialuronidase. 

 

A decisão pela melhor forma de corrigir um resultado indesejado é do médico, após uma avaliação criteriosa do caso e de uma boa conversa com o paciente. 

 

Além disso, é muito importante ressaltar que essa técnica não é a única indicada para rejuvenescer a face.

Existem outros produtos injetáveis, como a toxina botulínica e os bioestimuladores de colágeno, além de diversas tecnologias que podem amenizar os efeitos do envelhecimento sobre a pele. 

 

Enfim, cada caso é um caso e o plano de tratamento sempre deve ser individualizado e com o objetivo de proporcionar um resultado natural.

Compartilhar:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin