Perda do contorno facial

Perda do contorno facial

Com o processo de envelhecimento, o contorno facial vai sendo modificado, causando um grande incômodo. Saiba como tratar!

Perda do contorno facial: é possível recuperar?

A perda do contorno facial é uma das alterações do processo de envelhecimento que mais impactam a imagem do paciente e que mais incomodam. 

 

E atualmente, com tantas reuniões on-line por videochamada, todo mundo está se olhando mais e percebendo as coisas que não estão tão bem assim. 



Alterações do envelhecimento

 

Mas quais são as alterações que acontecem na face e que levam à perda de contorno? 

 

Em primeiro lugar, é preciso avaliar três alterações que impactam bastante o contorno: 

  • reabsorção óssea
  • flacidez
  • perda de gordura

 

Então, quando o paciente tem perda de estrutura óssea, mandibular e do queixo, essa área fica flácida mais rapidamente.  

 

Além disso, a quantidade de gordura também influencia, porque é como se ela fosse o recheio, que preenchesse a face, segurando tudo no lugar.

 

É como se o rosto jovem tivesse o formato de um triângulo invertido, com a base voltada para cima, e com o envelhecimento ele mudasse de posição, ficando com a base voltada para baixo. 

 

Isso significa que ocorre um alargamento da mandíbula, pela queda das estruturas e o acúmulo de flacidez e gordura. 



Como tratar? 

 

Por isso, se o paciente tem reabsorção óssea e perda de estrutura na área da mandíbula, o preenchimento com ácido hialurônico é uma das opções de tratamento. 

 

Se o paciente apresenta flacidez da pele, o indicado é os tratamentos com radiofrequência monopolar, ultrassom microfocado e bioestimulador são muito bem indicados. 

 

Já quando o paciente tem gordura, a famosa papada, a gente indica o tratamento com a ponteira mini do Coolsculpting, que é específica para diminuição definitiva de gordura na área do pescoço. 

 

Enfim, se você tem notado alterações no seu contorno facial, venha fazer uma avaliação completa, porque isso é fundamental para determinar o seu protocolo de tratamento, por onde vamos começar a abordagem dessa área.  



Compartilhar:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Fechar Menu